terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Um pouco de música Nativa Americana

Valorizar a sabedoria e a cultura ancestral é um dos meus principais objetivos. No youtube através de muita busca eu encontrei alguns vídeos que são merecedores de bons créditos.

Tony Redhouse oferece lindas músicas nativas. Sua performance utiliza vários instrumentos e utensílios na construção da música.
Origem = Yaocoatl Canal






Performance de vários artistas nativos na Native Voice TV.
Neste vídeo encontrei rezas de algumas etnias e também fica clara a necessidade da fusão entre o tradicional e o moderno. Quando esta interação é feita com lucidez o que encontramos é algo belo e bem fundamentado.
Origem = Yaocoatl Canal



Este vídeo é uma aula de flauta nativa americana.
Origem: stanlubowicki



Read more...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Vídeos sobre a Floresta Amazônica

Selecionei alguns vídeos do You Tube sobre a floresta Amazônica

Vôo sobre a floresta no encontro das águas.
Por: Marcelo Lemos
Obs: O som do avião é muito forte então abaixe o volume de seu computador.


Vôo a baixa altura de Hércules sobre a floresta amazônica
Por: Flyerav
Obs: A mesma situação aqui - o som do avião é muito forte então abaixe o volume de seu computador.



Visão da floresta em uma torre de observação à 60 metros de altitude.

Por: lufloresta
Obs: Observe a copa das árvores.


Trilha dentro da Floresta Amazônica, 40km da cidade de Porto Velho. O vídeo começa dentro da Floresta de Terra Firme e acaba num campo natural denominado Campina. Este vídeo foi filmado durante uma expedição científica do Projeto GEOMA. Foram mais de 15 pesquisadores de diversas áreas da biologia.

Por: arvoree Canal

Reserva ZF2, no meio da Floresta Amazônica... uma visão geral de dentro desse Mundo verde.

Por: lufloresta

Obs: Neste vídeo dá para ouvir o som do pássaro vinte e um dentro da floresta.



Visão dentro da floresta, observação de sapopema de grandes árvores.

Por: Rafaelspotto



Read more...

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

A FLORESTA DENTRO DA CIDADE

Segue aí uma seqüência de fotos de árvores em locais e praças que você pode visitar e estudar.A fotos foram feitas por Ssarumã.


Em Santo André - SP
Rua Felipe Camarão com a Av. do Estado












Jardim Europa - SP
Praça Guilherme Kamalé






















Tatuapé - SP
Rua Santa Catarina










Valorize a natureza dentro da cidade, procure conhecer, observar e fotografar para desenvolver o senso de preservar.
Mostre para seus filhos, ensine, desenvolva a cultura ambiental.
A cidade não é só prédios e carros, existem vidas!

Obrigado Ssarumã, estas fotos são lindas.

Read more...

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Minhas vídeo aulas

No início de DEZEMBRO vai ao ar no site do Instituto KVT (http://www.kvt.org.br/) as minhas “Vídeo Aulas”, gostaria de lhe convidar para assisti-las e depois mande sua sugestão.
Com carinho
Ramy Shanaytá

Read more...

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Palestra com RAMY ARANY

Read more...

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Dicas sobre a planta Tanchagem (Plantago major L.)

video

Read more...

Dica sobre a planta medicinal Tanchagem (Plantago major L.)


Read more...

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

A natureza ensina... através dos minerais, dos vegetais e dos animais


A maior Mestra de todos os tempos é feminina,
é Mãe, e se chama Natureza.


Existe uma inter-relação entre os animais e os vegetais.
Vejamos alguns exemplos: a onça procura e masca o cipó
para atingir níveis de relaxamento profundo; a arara, entre outros pássaros e animais, após ingerir frutos que trazem potência salgada e tóxica, buscam um barranco e nele encontram — e sabem exatamente em qual camada encontrar — a argila, alimentando-se dela para desintoxicar seu organismo; o teiú, uma espécie de lagarto, quando é picado por cobras busca certas raízes — que são tuberosas, como uma batata — e as mascam, aplicando-as, em seguida, na região do seu ferimento.
A observação alimentar dos animais e dos insetos são ensinamentos sobre a utilização da potência de cura de sementes, raízes, cascas, folhas, frutos e flores: os animais nos ensinam, por exemplo, sobre sua toxicidade, a quantidade a ser ingerida, se devemos utilizar determinada erva por via externa ou interna, ensinando até mesmo sobre os elementos que equilibram ou neutralizam os seus efeitos. Ainda assim, não basta apenas vermos um animal se alimentando e achar que podemos reunir aqueles mesmos elementos e ingerir, pois se assim fosse, estaríamos comendo rato, como os gatos o fazem. São necessários um real estudo, bom senso e amadurecimento sobre estes elementos para realmente sabermos se um vegetal pode ser ingerido ou não, em qual quantidade e de que forma.
Uma frutinha de erva-moura, espécie de vegetal que aparece espontaneamente na capoeira, pode ser ingerida só quando madura, pois do contrário, seu alto teor de toxicidade poderá levar uma pessoa a óbito. Este e milhões de outros casos levam uma pessoa, sem o amadurecimento devido e a compreensão do que é a natureza, a considerá-la como perigosa e selvagem.
É a falta de clareza e de observação que leva uma pessoa a intoxicar-se com um vegetal, pois não existem plantas perigosas que, como monstros, têm como principal objetivo matarem o ser humano; o que existe, de fato, é a ignorância da pessoa em relação ao reconhecimento de uma planta.

"Extraído do livro "A natureza ensina... a conexão com a luz da cura", Ramy Shanaytá, Editora KVT".

Read more...

domingo, 7 de setembro de 2008

Mentiras contadas, como verdades sustentadas!

Das várias entrevistas e reportagens que eu andei dando, ficou visível a crença coletiva sobre natureza, que por sinal se encontram em um nível terrível e perigoso para a continuidade de nossa espécime, dentre elas vou citar algumas para a sua reflexão:

- Como a natureza pode ensinar se ela já está acabada!
- Para a crise climática, vamos alcançar alguma tecnologia e sairemos deste sufoco!
- Vamos viver enquanto podemos!
- Sobre a teoria que fala que a espécime humana sendo extinta a natureza continua existindo, a resposta foi: Isto é uma teoria de patife!

Estas respostas indicam claramente que falta uma conscientização de reconhecimento da natureza.
As respostas foram dadas por pessoas de várias classes sociais, com nível de cultura superior ou carente da possibilidade de estudo.
Acreditar em milagre que vai dar jeito para tudo esperando sempre o ovo da galinha, ou fazendo a galinha dar ovos quando nós queremos, não produzirá meios de transformação. A inconsciência da continuidade é mantida, e desta maneira vamos achando que o dicionário está certo quando diz, que uma floresta é uma extensão de terreno coberta por árvores, então em nossa atual fase de expansão e desenvolvimento tecnológico, de agricultura, social entre outros vários aspectos, para se ter terra é necessário derrubar árvores e fazer a monocultura.
Acredito em mudança já, começando com boas orientações aos nossos filhos que desta maneira poderá não saber nem mais o que é uma galinha e que ela bota ovo!
Quantas mentiras contadas como verdades sustentadas!

Read more...

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

“A natureza ensina...” no SBT


Na 20ª Bienal Internacional do livro de São Paulo, o SBT realizou uma matéria sobre meu trabalho.
Nesta foto eu leio um trecho do meu livro “A natureza ensina...a conexão com a luz da cura”, na estande da Editora KVT.

Read more...

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Livro "A natureza ensina..."


O livro “A natureza ensina ...a conexão com a luz da cura”, autor Ramy Shanaytá, Editora KVT, traz uma abordagem sobre os ciclos, leis e fenômenos da natureza. Aquecimento global, clima, ecologia, educação ambiental e plantas medicinais são alguns dos temas apresentados através de uma visão além da linear.
Este livro também traz uma nova proposta para a solução de problemas antigos, como por exemplo, o aquecimento global, a destruição da natureza, a extinção de espécies animais e até da própria raça humana. Através de uma visão amadurecida sobre a vida em seu aspecto natural, o autor desenvolve no leitor a observação profunda sobre o que a natureza tem a nos ensinar, abordando temas como o ciclo de vida, a percepção, a mente não linear, as leis naturais, o universo vegetal, o calendário natural, a vida saudável, a pesquisa interior, a conexão com a natureza, a cosmologia, a atuação da mente sobre a matéria, a atividade dos hemisférios cerebrais, as observações sobre as fases lunares e seus efeitos sobre a natureza, o “elossistema” de uma floresta, as misteriosas vegetais da Amazônia, a anatomia de uma planta, a comunicação silenciosa com a natureza e a fitoterapia nativa.
Esta obra abre as portas para existir uma real sintonia com a mãe natureza.

Read more...

segunda-feira, 14 de julho de 2008

O que será que a natureza quer ensinar?

Read more...

sexta-feira, 4 de julho de 2008

BlogBlogs.Com.Br

Read more...

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Lançamento do livro "A natureza ensina..."

A Editora KVT convida para o lançamento do livro "A natureza ensina...a conexão com a Luz da Cura" e palestra com o autor Ramy Shanaytá dia 17 de agosto de 2008 - 15h00 - no auditório da 20ª Bienal Internacional do Livro em São Paulo.



Read more...

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Editora KVT estará na 20ª Bienal Internacional do Livro em São Paulo 2008.








Acontece de 14 a 24 de agosto de 2008 nos Pavilhões de Exposições do ANHEMBI, na cidade de São Paulo.
Entre no site para saber como chegar e os eventos paralelos que irão acontecer.



Breve será informando as palestras que serão realizadas por Ramy Arany e Ramy Shanaytá no auditório da 20ª Bienal Internacional do Livro em São Paulo 2008 e o lançamento dos novos livros dos autores.

Read more...

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Evento Naturalmente Harpa

Veja algumas imagens do evento musical “Naturalmente Harpa” com o Harpista internacional Dario Andino no Instituto KVT



Apresentação: Ramy Arany
Harpa: Dario Andino
Vocal: Arayêssy (Professora de canto sagrado cosmológico do Instituto KVT)

Read more...

sexta-feira, 20 de junho de 2008

O maior talento feminino é saber gestar!

Ramy Arany em sua coluna no site Atmosfera Feminina da Sanofi Aventis, escreveu sobre os talentos femininos e a situação das mulheres nos dias atuais.O site Atmosfera Feminina é dedicado para mulheres de todas as idades, trazendo dicas de especialistas sobre o universo feminino.
Vale a pena conferir.
Ramy Arany é Assistente social, Terapeuta comportamental e co-fundadora do Instituto KVT e do Instituto KVT Desenvolvimento da Consciência Empresarial, onde desenvolve a linha da consciência gestadora, escritora, além de realizar trabalho para mulheres voltado ao resgate da consciência do feminino.

Read more...

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Processos de cura

Veja a minha entrevista no programa da “Bete Fratti e a vida natural” sobre os processos de cura.

http://www.betefratti.com.br/programa/02-06-08/02-pgm02-06-08.wmv

Read more...

domingo, 15 de junho de 2008

Cultivando a Vida


A história humana conta que havia um tempo em que o ser humano era coletor, ou seja, existia grande fartura de alimento e, por este motivo, não precisava plantar, apenas recolher o alimento que encontrava pelo caminho.
Com o aumento populacional e a escassez de alimento aprendeu, então, a plantar.
Sendo verdade ou não, vou seguir aqui o conselho de Ssaeytayby, companheiro de muitas entradas na mata sagrada, que costuma afirmar: "o importante é o que importa!"
A natureza ensina a ser cultivada e nos dá o direito de auxiliá-la para que ela possa nos auxiliar.
O que é um cultivo?
Entendo cultivo como sustentação da vida, e para sustentar a vida de um vegetal é necessário conhecê-lo profundamente.
Cultivar a vida, acolher e reconhecer.
A mata cultiva a si mesma. E nós, cultivamos a nós mesmos?

Read more...

segunda-feira, 2 de junho de 2008

A linguagem da natureza

Eu ensino, em meu trabalho, que a natureza tem um idioma próprio, e que a maioria de nós, que vivemos neste imenso jardim de gigantesca biodiversidade, não sabemos nos comunicar com ela.
Queremos entender a partir de nossos padrões pré-definidos, que muitas vezes nos confundem. E somos absorvidos por nossas crenças, que acabam limitando as vias de comunicação com os reinos naturais.
Nosso desejo é entendê-la, porém muitas vezes somos motivados pelo bom resultado que ela pode nos dar, esquecendo-nos de nutri-la.
Como vamos reconhecer a natureza se não conseguimos ouvir o que ela tem a nos ensinar? Preservar e cuidar requer, de nossa parte, um verdadeiro reconhecimento da sabedoria que ela é.
Em um mundo encantado, bem diferente do nosso, as árvores falam e andam, os animais se reúnem em um grande conselho para discutir suas vidas. Nas ruas da cidade de São Paulo, as árvores são silenciosas, ficam nas praças, nas calçadas e em pequenos corredores aonde pessoas e carros passam milhares de vezes.
Suas raízes viram depósitos da sujeira do consumismo humano; seus galhos, que ainda conservam espaços para ninhos de pássaros, como por exemplo, para o sabiá laranjeira, pouco são observados.
Com o interesse de engaiolar pássaros, alguns moradores locais ainda procuram os ninhos desta ave de tão belo canto.
Mas como mudar tudo isto?

A ciência trabalhou para classificar as plantas com o objetivo de serem melhor estudadas e o conhecimento popular e tradicional deu nome para as ervas identificando algumas de suas características, como exemplo: pau-d`alho, unha-de-gato, mamica-de-cadela, fel-da-terra, cipó-cruz, bolsa-de-pastor, umbigo-de-bezerro, pau-ferro.
Nomes que podem dar indicação de seus princípios para tratamento: figatil, anador, novalgina.
Outros que são de origem tupi ou guarani: andu, mbira, pacova, mururé, pariri, urucu, ananás, catuari, ambaí, cipó sucuriju, caa peba, caa yupi,catuaba, marapuama, guapoy ici.
Nomes religiosos: erva de Santa Luzia, erva de São João, espinheira-santa, pau-santo, figueira-do-inferno, garra-do-diabo.
Os pejorativos e cheios de malícia: cabeça-de-negro, catinga-de-mulata, pau-de-resposta, malícia-de-mulher, casca-da-virgindade.

Todos estes meios são caminhos através dos quais se busca entender as plantas e, neste aspecto, desenvolvo um trabalho que é compreender a linguagem silenciosa de um vegetal.

Você já ouviu uma árvore falar?

Suas sementes, suas raízes, seus galhos, suas cascas, suas folhas, suas flores e suas sementes falam em silêncio, para o observador atento.

Olha aí o Jatobá!

Este belo exemplar de Hymenaea courbaril L., ou seja, burandã, jataí-açu, jutaí ou mais conhecido como Jatobá, encontra-se plantado no início da rua Francisco Dias, esquina com a avenida do Cursino.
Esta farinheira é uma árvore que atinge seus 20 metros de altura e na região amazônica é ainda maior.
Ela nos nutre com seus frutos, que nesta foto se encontram ainda verdes. Sua resina é utilizada até para restauração de obras de arte, além de trazer vários benefícios, como tratamento de males físicos.

Existe gente boa!
Quando eu estava fotografando, o amigo ambulante se aproximou. Na nossa conversa, fiquei sabendo que o Jatobá tinha enfraquecido e quase morreu, só voltando depois que ele e alguns outros colegas de profissão colocaram nutrientes na terra.

Read more...

quinta-feira, 29 de maio de 2008

A verdade sobre as notícias dos índios isolados.

Veja no Blog do jornalista Altino Machado, a verdade sobre as notícias dos índios isolados.

http://altino.blogspot.com/

Read more...

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Vegetais dentro da Floresta de Pedra

Faz algum tempo que eu tenho uma vontade imensa de fotografar as árvores que estão plantadas nas calçadas da cidade de São Paulo e divulga-las de alguma maneira. Meu objetivo é tira-las do anonimato e desenvolver um projeto que talvez auxilie as pessoas na conscientização ambiental.
Assim nasceu na minha cabeça o projeto “Vegetais dentro da Floresta de Pedra”, e começa de maneira simples, basta notar que existe uma grande variedade de árvores plantadas dentro da cidade. Começar a observa-las com mais atenção e fotografa-las.
Posso dizer que na foto, as almas destas árvores estão impressas e através delas podemos aprender a reconhecer o benefício que ela faz para todos nós.

Então assim vai a primeira.
Esta árvore se encontra na Avenida Rebouças próximo à entrada do estacionamento do Shopping Eldorado.
O que observamos na foto é uma sapopema, ou seja, é a raiz de uma grande árvore que se desenvolve junto ao tronco. Existe sapopema que chega a atingir mais de dois metros acima do solo.Dentro da floresta estas raízes são utilizadas como o tambor da floresta, auxiliando na comunicação a longa distância e uma grande árvore tem suas raízes profundas nos sugerindo sustentação.

Read more...

terça-feira, 27 de maio de 2008

Já passou da hora!

Quantas situações acontecem e só nos damos conta que precisávamos ter agido de uma outra maneira quando tudo já aconteceu, ou seja, já passou da hora. Assim vamos indo para frente sem ao menos perceber o que estamos fazendo, onde estamos pisando e aonde aquilo vai nos levar.
No labirinto de nossa mente, as horas, os dias e os anos passam e esquecemos de nós e o que dirá dos outros. Neste caso se o foco for à natureza, acabamos achando que ela se vira sozinha e pronto.
É um perigoso senso de achar que não somos natureza e desta maneira vamos levando a vida, acabando com ela.
A história humana conta que havia um tempo em que o ser humano era coletor, ou seja, existia grande fartura de alimento e, por este motivo, não precisava plantar, apenas recolher o alimento que encontrava pelo caminho.
Com o aumento populacional e a escassez de alimento aprendeu, então, a plantar.
A natureza ensina a ser cultivada e nos dá o direito de auxiliá-la para que ela possa nos auxiliar.

O que é um cultivo?

Entendo cultivo como sustentação da vida, e para sustentar a vida de um vegetal é necessário plantar e conhecê-lo profundamente.
Cultivar a vida, acolher e reconhecer.
A mata cultiva a si mesma. E nós, cultivamos a nós mesmos?
A agricultura cultiva espécies vegetais e as grandes fazendas realizam monocultura. Vemos imensas plantações de cana, de milho, o que enfraquece o solo e facilita as doenças nas culturas. Em seguida, surgem os defensivos agrícolas, que são agrotóxicos contaminadores do ar, das águas, da terra e até da própria cultura vegetal, criando um círculo vicioso nocivo para a vida.
A policultura, que é o cultivo de várias espécies vegetais, uma contribuindo para a sustentação da existência da outra, é a maneira sábia de agricultura ensinada pelas matas.
A natureza cuidando da natureza, equilibrando as doenças vegetais, seja por microorganismos, seja por insetos.
Cuidar de um cultivo utilizando técnicas orgânicas é cultivar a vida.

Quantas avós iam colher em seu jardim folhas para fazer um chá e tratar uma dor de barriga de um neto. Por trás desta simples ação existe um gigantesco universo de sabedoria, amor e cultivo à vida.
Para cultivar é necessário reconhecer; para cultivar a sabedoria do reino vegetal é necessário reconhecê-la.
As florestas do mundo são o mundo, e nós seres humanos somos filhos destas várias Mães, que nos sustentam, ensinam, trazendo condição para a nossa existência, desta maneira desconhecer ou não considerar o que é a natureza é negar a própria origem.
Será que esquecemos de nossa origem?

BlogBlogs.Com.Br

Read more...

INSTITUTO KVT

Rua João Mafra, 605 - Jd. da Saúde - SP
Tel (011) 5062 0024 - 5061 3308
e-mail: kvt@kvt.org.br

  ©Template Blogger Writer II by Dicas Blogger.

SUBIR